terça-feira, 31 de março de 2009

ÚLTIMO TREINO ANTES DO JOGO

Nenhuma pista. E o mistério sobre o time que vai entrar em campo para enfrentar o Peru nesta quarta-feira, às 21h e 50min, pela 12ª rodada das eliminatórias, permanece. Só uma coisa é certa: Kaká volta à equipe. Resta saber no lugar de quem. Se é no de Ronaldinho Gaúcho ou se é na vaga de Elano. A escalação oficial só será divulgada por Dunga momentos antes da partida.
A baixa ficou por conta de Anderson, que sofreu um estiramento muscular na coxa esquerda, no treino desta tarde, no Beira-Rio.

Confira algumas imagens do treino e dos torcedores:









Por: João Almeida

CLASSIFICADO

Sem ter tido uma atuação de encher os olhos, o Grêmio venceu o São Luis por 2x0, na noite desta segunda-feira, no Olímpico. Com o resultado, o Tricolor assumiu a liderança da Chave 2 e ainda garantiu a classificação para a próxima fase do Campeonato Gaúcho. Após a partida, o técnico Celso Roth admitiu que a equipe não teve o desempenho de outros jogos, mas exaltou o resultado.

– Hoje o Grêmio não atuou bem. Fizemos uma partida abaixo do nível e tivemos várias oportunidades de gol. O importante é galgarmos o que queremos. Além de criar chances, estamos conseguindo marcar e vencer os jogos. Vamos continuar persistindo para que as coisas aconteçam de forma mais fácil – afirmou

CONTRATAÇÃO

Em negociação com o lateral-direito Joilson, 29 anos, do São Paulo, o Grêmio aguarda a liberação da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) para fechar com o jogador. Isso porque ele está inscrito na Taça Libertadores pelo time são-paulino. O Grêmio possui apenas Ruy, inscrito na competição, para a lateral-direira. Sem essa condição, o assessor do departamento de futebol, Luiz Onofre Meira, diz que não há como contratar o atleta.

– Essa é a primeira providência, pois ele está inscrito pelo São Paulo. O Grêmio busca junto à Conmebol uma formalização para contar com ele – afirma o dirigente. – Evidente que ficaria inviável a vinda do atleta (sem a liberação para jogar a Libertadores pelo Grêmio) – acrescenta

Por: Camila Bertol

segunda-feira, 30 de março de 2009

A COLUNA

Há muito tempo não sinto mais emoções nas partidas realizadas pela seleção brasileira. Salvo nos jogos de Copa do Mundo.
O que vi ontem foi vergonhoso. Sofrer pressão por mais 90 minutos do Equador, é brincar com os sentimentos do povo brasileiro, tão apaixonado pelo futebol.

No sábado tive a oportunidade de acompanhar Argentina 4x0 Venezuela. E vi uma seleção jogando com raça, gana, vontade de vencer, disputando todas as jogadas palmo a palmo.
No domingo... um vexame verde amarelo.

Sei que o projeto é formar um time para a disputa do mundial de 2010. No entanto, sempre soube que uma seleção deve ser formada por jogadores que estiverem no seu melhor momento.
Agora gostaria que alguém me explicasse: como é possível montar uma seleção vencedora, que no mínimo, 50% dos titulares desta, não são titulares em suas equipes?
Aguardo as respostas!
Obrigado!

Por: Marcio Reichert

KAKÁ ELOGIA TRATAMENTO RECEBIDO NO BEIRA-RIO

O meia atacante Kaká da Seleção, não viajou para Quito, onde, ontem o Brasil empatou em 1x1 com o Equador - pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Porque foi submetido a um tratamento especial, para acelerar sua recuperação e estar preparado para o jogo desta quarta, contra o Peru no Estádio Beira-Rio.
E essa sua recuperação foi fornecida pelos profissionais do Internacional. E Kaká elogiou:

– Este período de cinco dias de recuperação no Beira-Rio, valeu mais do que as cinco semanas que passei tentando me recuperar no Milan. Agradeço a todos os que tiveram trabalhando comigo este tempo aqui. Minha melhora foi enorme e hoje não senti dor.
Depois deste coletivo, vi que tenho condições. Gostaria muito de sair jogando, são seis semanas parado. Joguei 20 minutos contra o Nápoli, e estou um pouco sem ritmo, mas isto só se adquire jogando.

Por: Henrique Ramos

domingo, 29 de março de 2009

EQUADOR SUFOCA A SELEÇÃO

A 2850 metros de altitude, a seleção brasileira, jogando em Quito diante do selecionado equatoriano, teve mais sorte do que juízo. Um ótimo empate em 1x1.
Para quem não assistiu o jogo e está lendo esta publicação, deve pensar que eu estou louca, em dizer que foi um ótimo resultado o Brasil empatar com o Equador. Mais foi sim! Explico:

A partir do apito inicial do árbitro até o fim do primeiro tempo, o Brasil teve apenas uma finalização a gol. Enquanto, que o time equatoriano massacrava a Seleção, numa pressão, jamais vista o Brasil receber. Foram mais de quinze finalizações e muitas com chances claras de gols, evitadas pelas excelentes intervenções do goleiro Júlio César. O primeiro tempo acabou barato para a Seleção, um 0x0. E mais uma estatística que comprova a superioridade dos equatorianos, foi a posse de bola, 58% para o Equador.

O Brasil voltou da mesma forma, apático.
Os equatorianos... finalizações atrás de finalizações.
E Júlio César... defesas atrás de defesas.
O placar estava há muito tempo injusto para o Equador. E quando se pensa que as coisas não podem piorar mais... daí que pioram.
Dunga, substituiu Ronaldinho Gaúcho por Júlio Batista. Na saída de campo, numa leitura labial de Ronaldinho para com Júlio, disse: Chute a gol!
E para a completa infelicidade e azar do Equador, foi o que Júlio Batista fez. Na sua primeira jogada recebeu o passe de Robinho e chutou cruzado da entrada da área, a bola bateu na trave e na volta nas costa do goleiro equatoriano, Cevallos, 1x0 para o Brasil, aos 27 minutos.

No futebol não existe justiça. Muitas vezes quem está melhor perde e o inverso também é verdadeiro.
Mas, neste dia os deuses deram uma amenizada.
No apagar das luzes, aos 44, depois de outra defesa a queima roupa de Júlio César, a zaga não conseguiu tira e o empate equatoriano ocorreu através de Noboa.
Placar final, injusto para o Equador, 1x1.

EQUADOR 1x1 BRASIL

Cevallos, Reasco, Ivan Hurtado, Espinoza e Ayoví; Castillo, Méndez, Guerrón (Noboa) e Valencia; Benítez e Caicedo (Palacios). Julio César, Maicon (Daniel Alves), Lúcio, Luisão e Marcelo; Gilberto Silva, Felipe Melo, Elano (Josué) e Ronaldinho Gaúcho (Julio Baptista); Robinho e Luis Fabiano.
Técnico: Sixto Vizuete. Técnico: Dunga.


Por: Camila Bertol

sábado, 28 de março de 2009

VIOLA CRITICA JUAN

Além da bela exibição do Flamengo, na goleada de 4x0 sobre o Resende, ficou marcada também por um desentendimento do lateral-esquerdo Juan com o atacante Viola. O jogador rubro-negro não aceitou as desculpas do adversário depois de uma falta sofrida.

A situação irritou Viola, que soltou o verbo contra Juan no intervalo da partida, sugerindo até que o camisa 6 da Gávea está se achando mais do que realmente é no futebol.

- Eu sou um tetracampeão do mundo. Fui pedir desculpas a ele, que reagiu daquela forma. Ele foi para Seleção outro dia e pensa que é o tal. Hoje ele está no Flamengo, mas amanhã pode estar no Íbis ou no Bragantino - disparou Viola, que passou por Corinthians, Palmeiras, Vasco e atualmente joga pelo Resende.

Por: João Almeida

IGUALDADE TOTAL NO JUVE-NAL

No jogo mais equilibrado do Campeonato Gaúcho, o Internacional foi a Caxias do Sul enfrentar o Juventude e empatou em 3x3.
Numa partida de bom futebol, as duas equipes mantiveram a igualdade em vários aspectos: no placar; nos cartões vermelhos - um para cada lado, Sandro (Int) e Cicinho (Juv); nos gols anulados - um pro Inter e um pro Juventude; nos pênaltis - cada time teve um convertido; e cada centroavante marcou dois gols - Nilmar (Int) e Mendes (Juv).

O Inter começou a partida melhor, mas quem marcou primeiro foi o Juventude, aos 11 minutos, Mendes subiu sozinho na área colorada e marcou de cabeça, depois de escanteio.
O Inter continuou controlando o jogo e sete minutos depois, Andrezinho fez por cobertura na saída do goleiro Gatti. Não demorou muito e o Inter virou o placar para 2x1, numa pintura de gol de Nilmar. Aos 28 minutos, o atacante recebeu dentro da área, deu um chapéu no zagueiro e, sem deixar a bola cair no chão, chutou no ângulo esquerdo do goleiro.
O jogo era lá e cá, as duas equipe jogando para a frente. Aos 32, Sandro, que já havia recebido um amarelo, fez pênalti e acabou expulso. Mendes cobrou com paradinha e empatou para o Juventude, em 2x2.

No inicio do segundo tempo, o Inter quase desempatou através de Taíson, que driblou três marcadores e chutou rasteiro, passando a bola rente a trave. Só que foi o time de Caxias que passou de novo na frente do placar. Depois de um cruzamento Juan Perez, aos 18, cabeceou pulando sozinho, novamente, na área colorada, 3x2 para o Juventude.
Aos 23, Nilmar recebeu dentro da área e sofreu falta de Walter. O juiz correu e marcou pênalti. O próprio atacante cobrou e empatou a partida mais uma vez. Aos 27, Cicinho do Juventude fez falta dura e também foi expulso.
As duas equipes continuavam a procurar o gol. Algumas chances para ambas, mas o placar final ficou no 3x3.

JUVENTUDE 3

Gatti, Da Silva(Alan), Juan Pérez; Naydion, Walker, Lauro, Zezinho(Maicon), Tiago Renz, Ivo e Cicinho; Mendes.
Técnico: Gilmar Iser

INTERNACIONAL 3

Lauro, Bolívar, Índio, Álvaro e Kleber; Sandro, Magrão, Guiñazu e Andrezinho(Rosinei); Taison(Alecsandro) e Nilmar(Giuliano).
Técnico: Tite.

Por: Henrique Ramos

quinta-feira, 26 de março de 2009

PARABÉNS, PORTO ALEGRE! - 237 ANOS

No dia 26 de março de 1772, na hoje, cidade de Porto Alegre, que constituiu-se a partir da chegada de casais açorianos portugueses (assim, surgiu o primeiro nome da cidade, "Porto dos Casais" ), na primeira metade do século XVIII. No século XIX contou com o influxo de muitos imigrantes alemães e italianos (também recebeu imigrantes árabes e poloneses).

Caso não conheças Porto Alegre, esse video aprensenta, de forma simples, uma cidade adorada por seus habitantes. Alguns monumentos, ruas, parques, edificações, o Lago Guaíba, o acampamento Farropilha e a rivalidade GreNal. Tudo ao som do Hino Rio-grandense, interpretado por Wilson Paim e pelos torcedores colorados e tricolores. E para quem conhece, é sempre bom vê-la, de uma outra forma, pois nos deixas ainda mais orgulhosos, de sermos gaúchos.

Por: Marcio Reichert

PELADO...

O ex-capitão colorado nos conta sobre um episódio pitoresco ocorrido no vestiário do atual clube, o Al-Gharafa do Catar.

– Aqui não se pode ficar nu perto dos outros jogadores dentro vestiário. Você tem que tomar banho de sunga, trocar de roupa colocando uma toalha para esconder as partes íntimas. Eu sabia disso tudo, mas um dia depois de um jogo que tínhamos perdido eu estava chateado e fui ao chuveiro e tirei a sunga. Não me lembrei, pois estava realmente chateado. O massagista do time (Hamilton, que é brasileiro) veio correndo e me falou que os jogadores estavam pedindo para eu me vestir. Pedi desculpas, disse que tinha esquecido e coloquei a sunga para terminar meu banho.

Por: Marcio Reichert

quarta-feira, 25 de março de 2009

ROUBO NA FEDERAÇÃO MINEIRA DE FUTEBOL

Três homens arrombaram a tesouraria da Federação Mineira de Futebol na madrugada desta quarta-feira, sendo que dois deles estavam escondidos na sede desde terça. Segundo a Federação, foram levados entre R$ 900 mil e R$ 1 milhão.

Eles agrediram e renderam o porteiro, de 66 anos. Um terceiro homem entrou no prédio com maçarico para abrir o cofre. Os suspeitos estão foragidos, e o porteiro se recupera em um hospital.



Por: João Almeida

BRASIL DE PELOTAS CAI PARA A SEGUNDONA

Em 2010, o Brasil de Pelotas vai disputar a Segundona Gaúcha.
O rebaixamento Xavante foi decretado nesta noite de terça-feira, no Estádio Antônio David Farina, em Veranópolis.

O Veranópolis venceu o Brasil por 3 a 1, de virada. Resultado que inviabiliza qualquer possibilidade de reação do rubro-negro pelotense. Somando apenas quatro pontos e com dois jogos por disputar, o Brasil pode chegar no máximo a dez pontos. Como o Inter de Santa Maria - primeira equipe fora da zona de rebaixamento - está com 11 pontos, o Xavante não tem mais como fugir da Segundona.

Por: João Almeida

100%

Virou rotina o Inter golear no Campeonato Gaúcho.
E nesta terça-feira não foi diferente, 6x2 no Esportivo de Bento Gonçalves.
Nilmar marcou três e Taíson os outros três gols. Evilásio e Juninho Botelho descontaram para o clube da Serra.

Com a vitória o colorado matém os 100% no returno do Gaúchão, nomeado de Taça Fábio Koff.

Desta vez nem vou comentar o jogo. Já está ficando chato e redundante comentar só vitórias.

ESPORTIVO 2
Rafael, Ramon, Ronan (Felipe Oliveira) e Hélton; Josiel, Sidnei, Alexandre (Galego), Dangelo (Juninho Botelho) e Nunes; Waldison e Evilásio.
Técnico: Paulo Porto

INTERNACIONAL 6

Lauro, Danilo Silva, Bolívar, Danny Morais e Marcelo Cordeiro; Sandro (Rosinei), Magrão, Guiñazu e Andrezinho (Giuliano); Taison (Alecsandro) e Nilmar.
Técnico: Tite

Por: Henrique Ramos

terça-feira, 24 de março de 2009

GUARANI PERTO DE CAIR

O Guarani viu as chances de permanecer na Série A1 praticamente se esgotarem nesta terça-feira. Jogando no Estádio Anacleto Campanella, no ABC Paulista, o Bugre foi derrotado pelo São Caetano por 2 a 0 e agora para permanecer na série de elite do futebol paulista terá que, no mínimo, vencer dois e empatar um dos três jogos que lhe restam. O Alviverde está na vice-lanterna da competição, com 13 pontos.
O Internacional enfrentará a equipe paulista no próximo dia 08/04, pela Copa do Brasil.

Por: Camila Bertol

segunda-feira, 23 de março de 2009

A COLUNA

Mais uma rodada do Gaúchão se passou e continua o Inter sobrando na competição. Já colocou em campo diversas formações e de certa forma todas corresponderão muito bem.
Então, entraremos no mérito do campeonato, em especial, na qualidade técnica que possui.
O Internacional tem uma das maiores folhas salariais do futebol brasileiro, por si só isto já diz tudo: tem que passar por cima dos adversários.
E muito pelo contrário é o acontece com os clubes do interior, que são miseráveis em comparação com o mesmo.
A cidade de Caxias, que possui o segundo maior PIB do Estado, perdendo só para Porto Alegre, tendo assim um maior poder financeiro do que as demais. Por conseqüência os clubes de lá, são economicamente maiores.
E neste ano o que vemos é que nem os clubes de Caxias (Juventude e Caxias), podem se quer ameaçar a hegemonia da dupla Gre-Nal, no estadual.
Sendo assim, o Gaúchão não pode ser parâmetro para o Inter. No ano passado o colorado também sobrou no Estadual e nas competições nacionais foi um desastre. E na sua primeira saída do Rio Grande do Sul, quando enfrentou o União de Rondonópolis... perdeu!
Também é verdade que essa equipe é melhor que a do ano passado.
Aguardaremos para vermos.

O Grêmio decidiu que os jogadores considerados titulares joguem apenas uma vez por semana. Uma medida preservadora e válida, pois o objetivo é a Libertadores.
O grupo gremista não tem a mesma força colorada. Haja visto, que quando os reservas - ou um time misto - entraram em campo para defender as cores do clube, no máximo empataram. Isto vale para fora de casa, no Olímpico conseguiram superar esta estatística, em alguns jogos.
Este fato é preocupante, porque a Libertadores exige um elenco de qualidade.
A primeira fase - a de grupos, e até as oitavas-de-finais são relativamente mais fáceis. A partir das quartas é que o grupo mostra se tem ou não valor. E o que me deixa transparecer é que não tem.

Por: Marcio Reichert

DUNGA SE EMOCIONA AO FALAR SOBRE PRESSÃO DO CARGO

O técnico Dunga participou do Painel RBS na tarde desta segunda-feira. Durante uma hora e meia, ele foi entrevistado pelos jornalistas David Coimbra, Pedro Ernesto Denardin e Maurício Saraiva, com a mediação de Paulo Brito.
Depois de ser perguntado sobre a pressão que o cargo de treinador da Seleção proporciona, Dunga lembrou-se do problema de saúde que aflinge seu pai, e encheu seus olhos de lágrimas.

Veja o video:


Por: Camila Bertol

domingo, 22 de março de 2009

OS GOLS DA DUPLA GRE-NAL

O Internacional jogou ontem, no Beira-Rio, e aplicou outra goleada, desta vez no Novo Hamburgo.
Com dois gols do atacante Alecsandro, que começou a partida, devido ao casamento de Nilmar que recebera folga, o colorado venceu por 4x1.

INTERNACIONAL x NOVO HAMBURGO

Lauro, Danilo Silva, Índio, Bolívar e Kleber; Sandro, Magrão (Rosinei), Guiñazu e Andrezinho (Giuliano); Taison e Alecsandro (Walter). Flávio, Emerson, Micael e Vinícius (Flaviano); Éder, Chicão, Mateus (Everton Luís), Geninho e João Paulo; Gilian (Maicon Sapucaia) e Jandson.
Técnico: Tite. Técnico: Paulo Turra

Confira os gols:


O Grêmio foi até Canoas enfrentar a Ulbra e empatou em 1x1.
Mais uma vez poupou os titulares, e os reservas continuam sem dar uma boa resposta fora de casa.

ULBRA x GRÊMIO
André, Jonathan, Dudu (Henrique), Bruno e Júnior (Rogério Pereira); Wanderson, Teco, Gavião e Léo Dias; Tatá e Lê. Marcelo Grohe, Saimon, William Thiego e Heverton; Makelele, Júlio César, Maylson, Orteman (Douglas Costa) e Jadilson (Hélder); Herrera e Reinaldo (Maxi López).
Técnico: Beto Almeida Técnico: Celso Roth.

Confira os gols:


Por: João Almeida

sexta-feira, 20 de março de 2009

DIVULGADA A TABELA DA COPA DO BRASIL

A CBF divulgou a tabela da Copa do Brasil. E ainda para esta fase, vale o critério de quem vencer por dois gols de diferença, fora de casa, elimina a partida de volta.

Horário Confronto Estádio
21h50m Juventude x Vitória Alfredo Jaconi
20h30m ABC-RN x Atlético-PR Frasqueirão
20h30m Brasiliense x Goiás Boca do Jacaré
19h30m Americano x Botafogo Godofredo Cruz
21h50m CSA-AL x Santos Rei Pelé
21h50m Remo x Flamengo Olímpico do Pará
21h50m Guarani x Internacional Brinco de Ouro
21h30m Figueirense x Ponte Preta Orlando Scarpelli
21h30m Bahia x Coritiba Roberto Santos
21h50m Central x Vasco Luiz de Lacerda
20h30m Icasa x Confiança Mauro Sampaio
21h50m Guaratinguetá x Atlético-MG Dário Leite
21h50m Misto x Corinthians Morenão
20h30m Fortaleza x Paraná Castelão
21h50m Criciúma x Náutico Heriberto Hulse
20h30m Vitória x Juventude Barradão
19h30m Atlético-PR x ABC-RN Arena da Baixada
21h50m Coritiba x Bahia Couto Pereira
21h30m Águia x Fluminense Olímpico do Pará
19h30m Goiás x Brasiliense Serra Dourada
19h30m Botafogo x Americano Engenhão
21h50m Vasco x Central São Januário
20h30m Confiança x Icasa Lourival Batista
19h30m Ponte Preta x Figueirense Moisés Lucarelli
21h50m Santos x CSA-AL Vila Belmiro
21h50m Flamengo x Remo Raulino de Oliveira
21h50m Paraná x Fortaleza Durival de Brito
21h50m Internacional x Guarani Beira Rio
19h30m Atlético-MG x Guaratinguetá Mineirão
21h30m Cortinthians x Misto Pacaembu
19h30m Fluminense x Águia Maracanã
21h30m Náutico x Criciúma Aflitos


Por: Camila Bertol

FLAMENGO DIMINUI A DÍVIDA COM ATLETAS

O vice de futebol do Flamengo, Kléber Leite, conseguiu cumprir a promessa de pagar os salários atrasados dos jogadores nesta sexta-feira antes do clássico contra o Vasco. Apesar de problemas burocráticos que podiam atrasar o recebimento de R$ 10 milhões de empréstimo, dirigentes do rubro-negro agiram rápido e conseguiram quitar parte dos vencimentos.

Com os R$ 10 milhões, o Flamengo pagou o mês de janeiro de jogadores e funcionários, o 13º de funcionários (que estava atrasado) e dois meses do time de basquete e dos atletas de remo.

- O milagre só aconteceu porque todo mundo se ajudou e juntou forças. O Kléber (Leite) foi à TV Globo, outra pessoa foi ao banco e parte dos nossos problemas estão resolvidos - afirmou o vice de finanças do clube, Sebastião Predrazzi.

O Flamengo ainda está devendo o salário de fevereiro dos funcionários, dois meses do basquete e cinco do remo. O salário dos jogadores de fevereiro só vence no próximo dia 25.

Por: Marcio Reichert

quinta-feira, 19 de março de 2009

UM VIDEO RARO DO ROLO COMPRESSOR

Acompanhe uma breve matéria com imagens históricas do maior time de futebol que o mundo já viu jogar, o famoso time do Internacional, da década de 40 - apelidado de: Rolo Compressor.



Por: Henrique Ramos

PSICÓLOGA ANALISA CASO DO ATLETA GREMISTA

Funcionários do Departamento de Investigações Criminais (DEIC) de Porto Alegre, deram a versão de que as atitudes do jogador Mario Fernandes, do Grêmio, podem ter sido resultado de um surto psicótico. O zagueiro, de 18 anos, sumiu de Porto Alegre na sexta-feira passada e reapareceu na terça-feira, na casa de parentes em Jundiaí (SP). Porém, segundo a psicóloga Luciana Seba, somente os fatos ocorridos não são sufientes para garantir o diagnóstico de surto.

Segundo a psicóloga, existe ainda uma avaliação que deverá ser feita para afirmar que o atleta tenha sofrido algum distúrbio emocional.

- Somente pelos fatos apresentados em relação à situação do jogador do Grêmio, não é possível determinar a ocorrência de um surto psicótico. Para se chegar a essa conclusão, é necessário fazer uma avaliação psicológica com o menino e averiguar se houve alguma alteração do pensamento ou da percepção, que seriam característicos de um surto psicótico - disse a psicóloga.

Luciana Seba disse ainda que essa avaliação será importante para descobrir se Mário tem algum problema mais sério.

- Essa avaliação psicológica é essencial e pode apontar para a existência de algum distúrbio psicológico. Sem ela, qualquer afirmação é apenas um palpite - concluiu.

Por: João Almeida

quarta-feira, 18 de março de 2009

DEPOIS DE DÉBORA SECCO... WANDA NARA!

Há algum tempo atrás, a musa tricolor era Débora Secco, namorada do meia Roger, hoje jogando no Mundo Árabe. Era ela quem chamava atenção nos camarotes do Olímpico, muitas vezes tirando o olhar dos torcedores do gramado.
Com a saída de Roger, do Grêmio, este posto estava vago. Mas, hoje foi preenchido por Wanda.

Em sua terceira partida com a camisa do Grêmio, o atacante Maxi López desencantou: aos 40 minutos do segundo tempo do jogo contra o São José, pelo Campeonato Gaúcho, 16 minutos depois de entrar em campo, ele pegou um rebote do goleiro Luís Muller, marcando o último gol da goleada tricolor de 6 a 1. Sua mulher, a modelo Wanda Nara, vibrou muito nas tribunas de honra.

- Que lindo gol! - comemorou Wanda, exagerando.

Depois, dando entrevista, completou:

- Me senti feliz, integrada a essa torcida, que é muito quente.

Mas feliz mesmo estava o marido. Depois do jogo, Maxi López fez questão de correr para a frente do lugar onde se concentrava a torcida organizada Geral do Grêmio para agradecer o apoio. A Geral pedira insistentemente a sua entrada.

- Espero que esse gol tenha sido o primeiro de muitos com a camisa do Grêmio. Tenho gana de ajudar o time a ganhar títulos - afirmou o argentino.

Por: João Almeida

BOYACÁ DÁ UMA MÃOZINHA AO GRÊMIO

O Boyacá Chicó goleou o Universidad de Chile por 3 a 0, Estádio La Independencia, em Tunja, na noite desta quarta-feira, pela Libertadores. Os gols foram marcados por Móvil, Girón e Nuñez.

Com o resultado o Chicó chegou a liderança do Grupo 7, com seis pontos. De quebra, o time colombiano ajudou o Grêmio. O time gaúcho subiu para a segunda colocação do Grupo 7, com quatro pontos, já que o Universidad ficou com saldo inferior. O Tricolor ainda tem uma partida a menos.

Por: Camila Bertol

segunda-feira, 16 de março de 2009

A COLUNA

É sabido por todos, que dentre uma competição de maior e outra de menor prestigio, obviamente, que a atenção deve ser dada a de expressão superior.
No entanto - no Grêmio, penso este, estar dando uma super valorização a Libertadores - não que não mereça. Mas, poupar os titulares para o próximo jogo, pela competição internacional, que acontecerá somente dia 25 de março é uma demasia.
Sempre ouço os treinadores dizerem que: o melhor é a repetição de um time para se encontrar o desempenho ideal. Porém, quando há a possibilidade, os próprios desmentem-se.
Como diz Novelleto: “Um dia ainda mato um treinador.”
Por outro lado, esta preservação, penso ser dada mais a Celso Roth do que aos atletas. Que “tira de seus ombro” o peso de uma possível derrota. Haja visto, que ele não é e nunca foi consenso no Estádio Olímpico.

Já no Internacional, tudo andava a mil maravilhas até... Tite resolver sacar o jovem Taíson, da partida de ontem, contra o Inter-SM.
É compreensivo que Taíson, por ser jovem, por querer ser o artilheiro do campeonato, tenha ficado indignado com a substituição. Entretanto, até por toda essa ansiedade, Taíson, complicou-se no jogo. Porque queria resolver tudo sozinho. E estou de total acordo, com a decisão que o treinador tomou naquele momento.
Hoje, a direção e o atleta resolveram todas as pendengas. E Taíson deve, exclusivamente, pensar em contribuir com a instituição que paga por seus serviços. Seja dentro de campo ou sentado no banco.

Por: Marcio Reichert

O DESAPARECIMENTO DO ZAGUEIRO

A polícia descarta totalmente a hipótese de sequestro do zagueiro do Grêmio Mário Fernandes, que está desaparecido desde a última sexta-feira. O delegado Bolívar Llantada, inclusive, diz ter certeza de que o atleta está vivo.

- Descarto totalmente o sequestro. Não houve pedido de resgate. Estamos trabalhando desde sábado à noite, quando a direção do Grêmio fez a ocorrência. Estamos muito bem nas investigações, temos convicção de que ele está vivo. Estamos fazendo nosso trabalho para colocar as mãos no menino e trazê-lo de volta a Porto Alegre -

Faz cerca de dez dias que Mário Fernandes chegou ao Grêmio. Ele foi contratado junto ao São Caetano para integrar a equipe de juniores. O último contato do jogador com a família ocorreu na sexta-feira, após o treino no estádio Olímpico. Ele teria falado com a irmã pela internet em uma lan house.

Por: Camila Bertol

domingo, 15 de março de 2009

INTER VENCE O XARÁ DE SANTA MARIA


O Internacional jogando no Beira-Rio, venceu por 1x0 o Inter-SM.
Ficou muito nítida a intenção do Colorado do interior, a retranca. Jogando no 3-6-1, onde cinco atletas tem como origem atuar na zaga, o Interzinho mesmo depois de estar perdendo não mudou sua atuação, ficou sempre na estreita de um contra ataque. Situação essa, que rara as vezes aconteceu. E quando apareceu, não criou perigo para o gol de Lauro, que em resumo não trabalhou.

O Inter de Tite, dominou o jogo o tempo todo. Mas, somente aos 44 minutos de jogo aconteceu o gol Colorado através de Taíson. Depois de uma troca de passes entre Andrezinho e Kléber, este último, rolou para a entrada da área e Taíson marcou um golaço, sem chance de defesa para o goleiro Goico.
O segundo tempo, foi uma replica perfeita do primeiro. O Inter-SM não quis se ariscar, e então contentou-se em defender o placar mínimo contra si.
O Inter - Campeão do Mundo - colocou uma bola na trave, num belo chute de Giuliano. E marcou um gol através de Alecsandro, que corretamente o árbitro Ronaldo Santos da Silva anulou, pois encontrava-se em impedimento o centroavante.

INTER 1

Lauro, Bolívar, Índio, Danilo Silva e Kleber; Sandro (Giuliano), Magrão, Guiñazu e Andrezinho (Rosinei); Taison (Alecsandro) e Nilmar.
Técnico: Tite.

INTER-SM 0

Goico, Kaká, Lino e Xavier; Régis, Darzone (Felipe), Cassel, Vandré (Luís Fernando) e Vainer; Sandro e Warley (Jarbas).
Técnico: Jorge Anadon.

CARTÕES AMARELOS: Sandro (Internacional); Darzone, Xavier, Lino e Felipe (Internacional-SM).

Por: Henrique Ramos

ROUBO

O atacante brasileiro Afonso Alves, do Middlesbrough, teve um final de sábado infeliz. Ao retornar para sua casa, localizada em Yarm, cidade localizada no nordeste da Inglaterra, percebeu que havia sido vítima de um furto. Os ladrões entraram na residência do ex-xodó de Dunga e roubaram vários objetos de valor, tais como joias, computadores, camisas do Boro e da seleção brasileira, documentos, pares de tênis, além de cerca de 200 libras esterlinas.

De acordo com o jornalista mineiro Caio Ziller, que está hospedado na casa de Afonso, o prejuízo estimado com os produtos roubados chega a 50 mil libras (cerca R$ 160).

- Até o passaporte do atleta foi levado. Também perdi meu notebook e alguns objetos pessoais - disse Ziller.

Por: Camila Bertol

sexta-feira, 13 de março de 2009

DUNGA CONVOCA SELEÇÃO

Dunga convocou nesta quinta-feira, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, os 22 jogadores para as partidas da Seleção Brasileira contra Equador e Peru, pelas eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.
Miranda, do São Paulo, foi chamado para o lugar de Juan, que se machucou na última partida do Roma pela Liga dos Campeões.
O treinador chamou apenas dois jogadores que atuam no futebol brasileiro: além de Miranda, o lateral Kleber, do Internacional.

A LISTA

Goleiros
Julio César - Internazionale
Doni - Roma

Laterais
Maicon - Internazionale
Daniel Alves - Barcelona
Kleber - Internacional
Marcelo - Real Madrid

Zagueiros
Lúcio - Bayern de Munique
Miranda - São Paulo
Luisão - Benfica
Thiago Silva - Milan

Meias
Gilberto Silva - Panathinaikos
Elano - Manchester City
Anderson - Manchester United
Josué - Wolfsburg
Ronaldinho Gaúcho - Milan
Julio Baptista - Roma
Felipe Melo - Fiorentina
Kaká - Milan

Atacantes
Robinho - Manchester City
Luís Fabiano - Sevilla
Alexandre Pato - Milan
Adriano - Internazionale

Por: Marcio Reichert

quinta-feira, 12 de março de 2009

ROTH, RESPIRA!


Na partida que valia a vida ou morte de Celso Roth no comando do Grêmio, o Tricolor foi até Tunja enfrentar o Boyacá Chicó e sai da altitude colombiana com uma magra vitória de 1x0. O gol foi marcado por Souza, numa cobrança de falta.
Igualmente ao primeiro jogo, pela Libertadores, contra a Universidad de Chile, que o Grêmio exagerou em perder gols, o mesmo aconteceu ontem.

Tecnicamente a partida foi de baixa qualidade. O Boyacá, mostrou ser nada daquilo que nos aparentou ser. Quando derrotou o Aurora, jogando fora de casa, por 3x0.
O Grêmio não deve se iludir com a vitória, e acredito que a direção tricolor está consciente da forma que a conseguiu - não jogando bem, apesar, das boas oportunidades perdidas de gol. Porque, foi mais por deficiência do adversário do que por méritos próprios.

Por: Marcio Reichert

quarta-feira, 11 de março de 2009

CLEMER ESTÁ DE VOLTA

O goleiro Clemer voltou aos treinos do Internacional nesta quarta-feira, três meses depois de ser operado no tornozelo direito. Antes, o goleiro passou por um período de fisioterapia e treinos físicos. Com 40 anos completados em outubro passado, Clemer participou pela primeira vez de treinos técnicos junto com aqueles que hoje estão a sua frente na briga pela titularidade: Lauro e Michel Alves.

Campeão da Libertadores e do mundo em 2006, o camisa 1 teve seu contrato renovado até dezembro próximo - será o último com o Inter. Segundo Clemer, resta apenas aprimorar o condicionamento físico (que hoje estaria em 70%) para poder ficar à disposição do técnico Tite.

Por: Camila Bertol

terça-feira, 10 de março de 2009

DRAMA x EUFORIA

Num jogo de apenas um time, o Inter goleou o Brasil de Pelotas por 7x0, em pleno Bento Freitas. O Xavante, infelizmente, não se manterá na primeira divisão.
O time pelotense não conseguiu se reestruturar após o acidente com a sua delegação, que vitimou três integrantes. É notório o abalo psicológico dos atletas dentro de campo.
Em qualquer área, se o profissional não estiver de mente limpa o trabalho não flui corretamente.
O Brasil disputou até agora 10 partidas, com 3 empates, 7 derrotas e nenhuma vitória. Marcou 12 gols, sofreu outros 31, ficando com um saldo negativo de 19 gols. Praticamente, só um milagre salvaria o Xavante da segunda divisão, do Gaúcho. Seria uma reação nunca vista antes.
Mas, estou torcendo!




O que dizer a respeito do Internacional diante da situação do adversário?
O futebol não tem compaixão, o Inter fez o que deveria fazer, goleou.
Desde o início o Colorado teve o domínio do jogo. Logo aos 18 minutos Fred, do Brasil, após receber o segundo amarelo, foi expulsão. Aos 22, Andrezinho marcou. O primeiro tempo encerrou assim, 1x0 para o Inter.

No segundo, toda a desestabilidade emocional do Brasil ficou exacerbadamente visível.
Magrão, aos 2, Nilmar, aos 7, Taison, aos 30, Alecsandro, aos 34, novamente Andrezinho, aos 36, e Danilo Silva, aos 38 do segundo.

BRASIL 0

Luís Carlos, Alex Martins, Rodrigo e Giovani; Adriano Sella, Cléber Gaúcho (Edenilso), Jorge Mutt (Lyndson), Magno, Fred e Glaydson; Gabriel (Kelson). Técnico: Abel Ribeiro.

INTERNACIONAL 7

Lauro, Bolívar, Índio, Álvaro (Danilo Silva) e Kleber (Marcelo Cordeiro); Sandro, Magrão, Guiñazu e Andrezinho; Taison e Nilmar (Alecsandro). Técnico: Tite.

CARTÕES AMARELOS: Fred e Rodrigo (Brasil de Pelotas); Bolívar (Internacional).

CARTÃO VERMELHO: Fred (Brasil de Pelotas)

Por: Henrique Ramos

segunda-feira, 9 de março de 2009

A COLUNA

Me sinto, ultimamente, um completo idiota, quando ouço a coletiva de Celso Roth, após as partidas do Grêmio.
Digo isso, porque todas as vezes, ele fala a mesma coisa: em outras palavras - “O que interessa é a Libertadores.“ - em detrimento ao Gaúchão.
Ora, Sr. Roth! Eu já entendi isso, não precisa mais repetir.
E aliás, isso é uma obviedade! Qualquer criança sabe.

Tem um outro fato que me deixa intrigado.
Não entendo aonde ele quer chegar, quando ironiza dizendo que: “O Grêmio está na Libertadores, o outro (Inter) não!”
Cadê o profissionalismo?
Estas ironias, devem ficar por parte dos torcedores e no máximo estenderem-se aos dirigentes.
Pode ser... que ele queira declarar-se torcedor do Grêmio?
Será que não percebe, que com isso, está fechando uma porta?
Ou talvez, já pense ter fechado-a?
Acredito na terceira hipótese.
Assim, fica soltando essas charadinhas para as bandas do Beira-Rio, como para se vingar.

Por: Marcio Reichert

ÁRBITRO TORCE PARA GOLEIRO DEFENDER O PÊNALTI, POR ELE ASSINALADO

Por alguns instantes, o árbitro Peter Vervecken deixou o apito de lado e virou torcedor em partida pelo Campeonato Belga. Ao ver que havia marcado equivocadamente um pênalti para o Gent, o juiz foi até o goleiro Ardouin, do Tubize, e pediu que defendesse a penalidade.

- Depois de assinalar o pênalti, o árbitro me disse para defendê-lo. Ele me implorou para que defendesse. É a primeira vez na minha carreira que se passa algo assim - revelou o goleiro.

Vervecken reconheceu após a partida ter errado no lance. Ele, no entanto, não acredita ter feito nada de errado ao incentivar o goleiro Ardouin:

- Admito que não houve falta no lance. Mas no campo tive a impressão de que houve contato entre os jogadores no lance. Simplesmente encorajei o goleiro a corrigir o erro, nada mais. Fui mal interpretado.
Apesar do pedido, Ardouin não conseguiu evitar o gol de Ruiz - mesmo tendo se adiantado.

Por: João Almeida

domingo, 8 de março de 2009

O FIM, PRÓXIMO, DE UM CICLO

No jogo que marcou a estréia de Maxi López, o Grêmio começou melhor e acabou derrotado. Jogando no Estádio dos Plátanos, contra o Santa Cruz, o Tricolor sucumbe no Gaúchão e Celso Roth pode estar fechando mais um ciclo sem ganhar nada, depois de ser derrotado por 3x2.

No início da partida, o Grêmio jogou ao pé da letra do que disse Tcheco, para os jogadores: “ Vamos jogar pelo homem.” Referindo-se a Celso Roth.
Foi assim, que o Tricolor abriu o placar com Reinaldo, aos 20 minutos.
Com o resultado a seu favor, o Grêmio relaxou e deixou de matar o jogo. Douglas Costa ficou cara à cara com o goleiro Cássio, e Chutou para fora. Desperdiço que custou caro para as pretensões gremistas, que depois deste lance acordou o Santa Cruz, que cresceu na partida.

Foi quando na linha da grande área, de cabeça, Rafael Patí encobriu Victor, empatando a partida, em 1x1, aos 30 minutos.
O jogo continuou a feição do Galo, que comandava os ataques mais perigosos. E aos 40, Patí rolou para a direita, para a entrada de Polaco que chutou forte, no canto superior esquerdo de Victor. O 2x1 deu o placar final da primeira etapa.

O segundo começou com alteração no sistema tático, do 3-5-2 para o 4-4-2, com a saída de Rever (poupado) e a entrada de Rafael marques. No fim da primeira etapa Jadílson já havia saído, contundido, para o ingresso de Saímon. A outra alteração, já sabida, foi a retirada do estreante Maxi López para a entrada de Herrera. Estas substituições não contribuíram em nada, para o Grêmio.

Novamente foi o Galo que marcou. O atacante Eraldo ampliou para 3x1, aos 13, depois de uma cobrança de falta, que havia gerado um princípio de briga, entre os atletas.
O Grêmio deu uma melhorada após marcar seu segundo gol, através de Herrera, aos 27. No entanto, esta melhora não foi suficiente para empatar a partida, que deixou Celso Roth em maus lençóis.

SANTA CRUZ 3

Cássio, Simônio, Vinicius e Juliano; Polaco, William, Sananduva (William Santos), Cléber Oliveira e Emanuel, Rafael Patí e Eraldo (David).
Técnico: Agenor Piccinin

GRÊMIO 2

Victor, William Thiego, Rever (Rafael Marques) e Heverton; Makelele, Diogo, Tcheco, Douglas Costa e Jadílson (Saimon); Maxi López (Herrera) e Reinaldo.
Técnico: Celso Roth

CARTÕES AMARELOS: Polaco, Rafael Patí (Santa Cruz); Makelele, Rafael Marques, Herrera (Grêmio).

Por: Marcio Reichert

sábado, 7 de março de 2009

EM BUSTA DA TAÇA DO REPRESENTATE DA SÉRIE B

Na tarde deste sábado, o Inter estreou no segundo turno do Campeonato Gaúcho (o qual homenageia Fábio Koff - dando à taça seu nome), contra o Veranópolis, jogando em casa. Com um time praticamente reserva, com exceção de Bolívar e Sandro o Colorado goleou, por 4x0.

Andrezinho foi o grande nome do jogo marcado dois gols, os dois iniciais. O primeiro de pênalti e o segundo um golaço, aos 7 e aos 25 minutos do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o gol Giuliano acabou com a tentativa de uma possível reação do Veranópolis, com menos de um minuto o meia marcou o terceiro gol.
Depois disso o jogo que já era tranqüilo para o Inter, tornou-se ainda mais. O Colorado passou a administrar o jogo fazendo a bola girar.

O quarto gol, que deu o placar final à partida, saiu dos pés do lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro. Que na bem da verdade, está merecendo a vaga de Kleber. Que ainda não mostrou pra que veio.

INTERNACIONAL 4

Michel Alves, Arílton, Danilo Silva, Sorondo e Marcelo Cordeiro; Sandro, Rosinei, Andrezinho(Glaydson) e Giuliano(Leandrão); Walter(Tales) e Alecsandro.
Técnico: Tite.

VERANÓPOLIS 0

Vanderlei; Ademir, Anderson Bill(Fernando Miguel) e Marília; Douglas, Edmílson, Eduardinho(Dick), Miro Bahia e Romano(Diego); Dinei e Kito.
Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

CARTÕES AMARELOS: Danilo Silva (I), Tales (I), Bolívar (I) e Fernando Miguel (V).

Por: Henrique Ramos

SAÍ RENÉ CHEGA PAREIRA NO COMANDO DO FLU

O Fluminense já tem um novo treinador para a temporada 2009. Depois de demitir René Simões do cargo na manhã desta sexta-feira, a diretoria fechou com Carlos Alberto Parreira.
O treinador campeão mundial, com a Seleção em 1994, vai assinar contrato até o fim da temporada 2009. O treinador se apresentou oficialmente nesta manhã, às 11 horas, em um hotel em São Conrado, Zona Sul do Rio de Janeiro.
Ele só estreia na segunda rodada da Taça Rio, quarta-feira, contra o Volta Redonda. Neste domingo, contra o Mesquita, o comandante será Gilson Gênio, que trabalha com o time de juniores.

Por: João Almeida

sexta-feira, 6 de março de 2009

PARAÍBA NO CORITIBA

Marcelinho Paraíba não é mais jogador do Flamengo. Na tarde desta quinta-feira, o vice-presidente de futebol do clube, Kléber Leite, confirmou que o contrato do atleta foi rescindido.

Segundo o empresário de Paraíba, Orlando Almeida, o jogador já tem tudo acertado com o Coritiba. O clube paranaense pode anunciar oficialmente a contratação do novo reforço nesta sexta-feira.

Apesar das reclamações do jogador em relação ao atraso nos salários, o acerto foi feito de forma amigável, informou a diretoria. O clube pagou os salários de dezembro somente na quarta-feira.

Marcelinho, de 33 anos, chegou ao Flamengo no ano passado. O clube desembolsou 1 milhão de euros para obter a liberação do jogador, que pertencia ao Wolfsburg, da Alemanha. Antes de chegar ao Flamengo, o jogador teve passagens por Grêmio, São Paulo, Hertha Berlim da Alemanha, e Olympique Marselha, da França.

Por: Camila Bertol

DE NOVO!!!

Expulso na vitória do Cruzeiro por 1 a 0 contra o Universitário Sucre, pela Copa Libertadores, o atacante Kléber será multado pela diretoria celeste. A punição foi anunciada pelo diretor de futebol Eduardo Maluf após a partida na cidade boliviana. Kléber, que ainda não conversou com o dirigente, não gostou do modo como foi informado da multa.

- Não tenho nada para conversar (com o Maluf), porque ele não veio conversar comigo. Não acho isso legal. Ele devia ter conversado comigo, não ter falado pela imprensa. Acho isso errado - vociferou Kléber.

Por: Camila Bertol

quinta-feira, 5 de março de 2009

ATACANTE FRED APRESENTADO NAS LARANJEIRAS


O Fluminense depois de perder o atacante Washington para o São Paulo, ficou sem uma referência no ataque, sem um matador, na linguagem do futebol.
Isto até hoje! Porque anunciou a contratação do centroavante Fred, que estava no Lyon da França.
Quando ele chegou e viu o salão do aeroporto lotado, aplaudiu os torcedores e fez movimentos de reverência com o corpo. Fred vestiu a camisa do Fluminense pela primeira vez e assinou contrato de cinco anos como o clube das Laranjeiras.

- Quero agradecer toda essa receptividade da torcida do Fluminense. É maravilhoso o que eu estou sentindo. Para falar a verdade, nunca vivi coisa tão gostosa dentro do futebol. Cheguei a ficar arrepiado quando entrei e vi a torcida cantando e gritando o meu nome – disse Fred.
Por: João Almeida

quarta-feira, 4 de março de 2009

INTER PASSA PELO MAIOR ADVERSÁRIO DO ANO

O Inter jogou nesta noite, pela partida de volta da Copa do Brasil, com o adversário de maior qualidade técnica que enfrentou até então, no ano do centenário. E numa partida nada fácil, muito diferente do Gre-Nal, fez o placar necessário para o acesso à próxima fase da competição, 2x0. Já que havia perdido a partida de ida, por 1x0.

Para quem esperava um atropelo colorado, no Beira-Rio, diante do União de Rondonópolis se decepcionou.
O Inter sempre teve o domínio da partida, porém não transformou em chance de gol, especialmente no primeiro tempo. Na saída de campo para o intervalo, surgiu até vaias que ecoavam das arquibancadas.

Na volta para a etapa complementar - Tite que começou a partida com Andrezinho no lugar de Sandro, para dar maior volume ofensivo, sacou o meia que vinha bem e colocou Giuliano. Inicialmente não surgiu muito efeito. O Inter continuava pressionando, sem oportunidades de gols e o União, desde o início ameaçando a equipe colorada.

O gol surgiu de um lance truncado. Na falta cobrada por D’alessandro a bola bateu na trave e na volta o zagueiro artilheiro, Índio, cabeceou para as redes, movimentando o placar aos 20 minutos do segundo.
O gol deu um ânimo maior ao Inter, que partiu pra cima. Tite colocou Alecsandro no lugar de Bolívar e o próprio, aos 28 minutos, fez o segundo. De igual maneira do primeiro, num rebote depois da bola bater no travessão.

O União continuou sendo valente e não se entregou até o minuto final. Teve algumas grandes oportunidade de marcar o gol de lhe daria a vaga, mais a bola parou sempre nas boas defesas de Lauro.

INTER 2
Lauro, Bolívar (Alecsandro), Índio, Álvaro e Kleber; Guiñazu, Magrão, Andrezinho (Giuliano) e D’Alessandro; Taison e Nilmar (Danilo).
Técnico: Tite.

UNIÃO 0
Paulo Sérgio; Odvan, Alex Mineiro e Rodrigão; Richard, Wender, Rocha, Jonas (Dilmar) e Maciel; Clodoaldo (Lucas) e Diogo.
Técnico: Zé Humberto.

CATÕES AMARELOS: Andrezinho, Guiñazu e Taison (Internacional); Paulo Sérgio, Rodrigão, Odvan, Alex Mineiro e Maciel (União).
CARTÃO VERMELHO: Odvan (União)

Por: Henrique Ramos

UM TIME NADA POLIGLÓTA

Estou de volta das minhas férias e contente em reencontar os internautas leitores deste Blog... digamos magnífico.

Se no Campeonato Paulista o Palmeiras está sobrando na competição, que lidera com 28 pontos, três a frente do segundo colocado, o rival Corinthians. Na Libertadores da América, o Porco mais parece um cão sarnento, apanha de todo mundo. Parece não compreender o espanhol.

Depois de estrear com uma derrota, para a LDU jogando no Equador, o Palmeiras recebeu o Colo-Colo no Palestra Itália. E jogando praticamente todo o segundo tempo com um homem a mais, não conseguiu superar o time chileno. Acabou sofrendo uma derrota vexatória diante de mais de 20 mil palmeirenses, por 3x1.

A derrota também chega para o time palmeirense na véspera do clássico com o Corinthians, domingo, pelo Paulistão.
Pela Libertadores, o time só volta a jogar no dia 8 de abril contra o Sport, na Ilha do Retiro.
Neste momento o time paulista está na última colocação do Grupo 1, com nenhum ponto somado, colocando em risco a classificação para a próxima fase, pois apenas os dois primeiros se classificam.

GRUPO 1
1º - Colo-Colo __ 3 pontos
2º - LDU _____ 3 pontos
3º - Sport _____ 3 pontos
4º - Palmeiras __ 0 pontos

PALMEIRAS 1
Bruno; Fabinho Capixaba (Lenny), Maurício Ramos (Jumar), Danilo e Marcão (Jefferson); Pierre, Edmílson, Cleiton Xavier, Diego Souza; Willians e Keirrison.
Técnico: V. Luxemburgo.

COLO-COLO 3
Muñoz; Figueroa, Mena, Riffo e Salcedo; Meléndez, Sanhueza, Millar e Torres (Opazo); Barrios (González) e Carranza (Caroca).
Técnico: M. Barticciotto.

GOLS:
Barrios (C), aos 43 minutos do primeiro tempo. Torres (C), aos 9 minutos; Keirrison 9(P), aos 25 minutos; González (C), aos 34 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS: Mena, Meléndez, Riffo (C). Maurício Ramos (P).
CARTÃO VERMELHO: Meléndez (C)

Por: João Almeida

segunda-feira, 2 de março de 2009


Por: Henrique Ramos

A COLUNA

Depois das minhas merecidas férias, estou pronto para mais um ano de intensa luta.
E feliz por voltar a publicar minha crônica semanalmente e numa ocasião especial, após o nosso maior clássico, o Gre-Nal.

O medo de perder tira a vontade de ganhar.
Há ditos populares que simplesmente resumem um fato. E este conta exatamente o que causou a vitória Colorada e a derrota Tricolor, no jogo de ontem.
Se por um lado, Tite tem um padrão de jogo estabelecido, independente do adversário e algumas variações dependendo da ocasião e de como se apresenta a partida, Celso Roth não tem convicção alguma de coisa nenhuma.

Não acho legal rotular as pessoas mas, Roth sem dúvida é um retranqueiro de carteirinha.
Celso me faz perceber, que ele se perde quando há inúmeras possibilidades de formar um padrão tático de jogo. No ano passado, quando não havia muito o que mexer no time, devido a escaches de atletas de igual nível dos titulares. Depois de ter encontrado uma formação, o 3-5-2, seguiu até o fim com ele. E conseguiu ótimos resultados.

Este ano a diretoria lhe ofereceu quantidade com boa qualidade.
Na primeira partida da Libertadores iniciou com o sistema vencedor de 2008. Teve uma excelente apresentação, apesar do resultado não dizer o que foi a partida. Um 0x0 com inúmeras chances claras de gol a favor do Grêmio.

Portanto, se não fosse retranqueiro, começaria o Gre-Nal da mesma forma. Ficou com medo do Inter e montou um 3-6-1. Resultado tomou um chocolate, até sofrer o gol Colorado.
Depois de estar perdendo consertou o estrago, partindo para o 4-4-2. Assumiu o controle da partida e empatou o jogo.
O que fez Roth após?
Tirou um lateral e colocou um zagueiro, para recompor os três defensores. Depois desta lamentável substituição não sei dizer e duvido quem saiba, a distribuição e função de cada atleta gremista dentro de campo.

Já o Internacional, com a venda de Alex parece ter resolvido o problema de Tite. Com isso pode manter o desenho tático também campeão no final do ano passado.
Nesta quarta, irá enfrentará o União de Rondonópolis, pela Copa do Brasil. Depois daquele ato de soberba no primeiro jogo.
Esta partida provocou um abalo, que causou outras duas péssimas partidas subseqüentes, referente ao Campeonato Gaúcho, Ulbra e Novo Hamburgo.
Se for correto o ditado que diz: Gre-Nal arruma a casa do vencedor.
O Inter facilmente passará pelo União.

Por: Marcio Reichert

E NOS ESTADUAIS...

CARIOCA

Reinaldo aos 34 minutos do primeiro tempo, Lucas Silva aos 7 e Maicosuel aos 41 minutos do segundo tempo marcaram os gols que deram ao Botafogo o título da Taça Guanabara.

Nem parecia uma final, tamanha a facilidade que obteve o Alvinegro, que derrotou o Resende por 3x0.
E para os supersticiosos torcedores do Botafogo, uma ótima notícia. Em todas as vezes que o clube conquistou a Taça Guanabara, acabou levando, também, o título estadual. Isso aconteceu em 1967, 1968, 1997 e, por último, em 2006.
PAULISTÃO
No Campeonato Paulista um outro clássico, além do Gre-Nal movimentou o país. Na Vila Belmiro jogaram Santos x São Paulo.
Com formações que privilegiaram a força, as duas equipes estavam mais preocupadas em cortar as jogadas adversárias. O Peixe começou melhor, dominando o jogo no meio-de-campo, evitando as subidas de Hernanes e controlando as jogadas aéreas do São Paulo.
Com boas descidas de Madson pela esquerda, o Peixe foi abrindo aos poucos a defesa são-paulina, até que chegou a seu gol aos 40 minutos do primeiro tempo. Molina ganhou de Jorge Wagner, dominou e chutou rasteiro, estufando as redes.
Tentando brecar as decidas de Madson, Muricy Ramalho fez sua primeira mudança já no início do segundo tempo. O São Paulo voltou com Zé Luís no lugar de Wagner Diniz.
Mais tarde Muricy tirou Hugo e colocou o ala Júnior César, passando Jorge Wagner para o meio. O Tricolor passou a dominar o jogo no meio-de-campo e a rondar a área santista.
O São Paulo seguia apertando e teve boa chance para empatar aos 36, em uma cobrança de falta na entrada da meia-lua. Rogério Ceni bateu colocado, mas mandou por cima. Foi o último lance de perigo do jogo, que garantiu a vitória do Santos por 1x0.
Por: Camila Bertol

domingo, 1 de março de 2009

MUDANÇAS NAS REGRAS...

Como eu já previa, não foi aprovada a regra do cartão laranja - que daria uma expulsão temporária ao jogador punido.
O futebol é cativante, e um dos fatos é esse a simplicidade do esporte. E as regras são parte integrante desta dimensão que o esporte atingiu através dos tempos.

Os integrantes da International Board (entidade que cuida das regras do futebol e suas mudanças. É formada por quatro integrantes da Fifa e um de cada uma das federações britânicas: Inglesa, Escocesa, Irlandesa e Galesa. Para que uma mudança seja aprovada, a proposta deve ter os quatro votos da Fifa, mais dois dos outros quatro integrantes.), são extremamente conservadores em relação as regras.

Já foram proposto grandes mudanças no futebol, mas sempre com sabedoria souberam chegar a melhor escolha. E duas que mais me chamaram a atenção pela inteligência em solucionar foram:
Quando da polêmica em aumentar a goleira - para aumentar a quantidade de gols. Tomaram a decisão de diminuir um pouco a circuferência da bola.
A outra foi para diminuir a cera por parte de quem esta vencendo. Foi proibido o goleiro pegar a bola com as mãos, quando do recuo intencional do companheiro de mesmo time.

Também foram vetadas outras idéias como: aumentar o tempo de intervalo e decidiu que a proposta sobre o aumento do número de substituições na prorrogação seja discutida pela própria Fifa depois.

Outra óbvia decisão, que corrigi a anterior, foi a respeito da permanência do treinador na sua área técnica. Antes o técnico passava as recomendações e voltava a sentar no banco. Agora pode permanecer o tempo que desejar.
Ora, se já está determinada uma aréa para o treinador porque não poderia permanecer ali!?

Por estas decisões, pequenas mais de grande interferência no esporte, que digo ser de grande sabedoria a comissão encarregada por estas tarefas.

Por: Marcio Reichert

UMA IMAGEM VALE MAIS QUE MIL PALAVRAS


Por: Henrique Ramos

FERNADO CARVALHO CONTINUA NO BEIRA-RIO

Com a vitória de 2x1 do Inter sobre o Grêmio, a taça Fernando Carvalho - referente ao primeiro turno do Campeonato Gaúcho, fica no Beira-Rio.


O Sr. Celso Borradinho, que desdenha e se contradiz a respeito do Gaúchão diz: não ter valor a competição pois, está preocupado com a Libertadores. E o Inter não é parâmetro para o Grêmio.
Mas, não tem valor algum o Gaúcho e coloca os titulares?

O Sr. Retranqueiro, com todo o medo que lhe é peculiar, iniciou a partida no 3-6-1. Resultado!? Tomou um chocolate.
Após, sofrer o gol a 1 minuto do segundo tempo de Índio, resolveu abrir a equipe, partindo para o 4-4-2.
Neste momento, foi quando o Grêmio cresceu na partida e teve o domínio do jogo, tanto que marcou o gol de empate, aos 14 minutos com Alex Mineiro.
Então me pergunto: Por que esperar sofrer o gol para depois se abrir? Por que não corre o risco quando está 0x0? Só depois de estar perdendo arrisca, com um risco maior de levar uma goleada, já que está perdendo.

A preocupação é tanta em estar com o time fechado, que logo após empatar o jogo, Celso tira o lateral-esquerdo Jadílson e coloca um zagueiro, Heverton. Desestruturando todo o time gremista.
Depois dessa mexida o Colorado retomou o comando da partida e definiu o placar em 2x1 com o gol de Magrão, aos 32 minutos.


Com o apoio da torcida Colorada, Celso Roth continua garantido como treinador do Grêmio. As palavras de apoio ecoavam no Beira-Rio assim: FICA, CELSO ROTH! FICA, CELSO ROTH! FICA, CELSO ROTH!

INTERNACIONAL 2
Lauro, Bolívar, Índio, Álvaro e Kleber; Sandro, Magrão (Rosinei), Guiñazu e Andrezinho; Taison (Alecsandro) e Nilmar (Marcelo Cordeiro).
Técnico: Tite.


GRÊMIO 1
Victor, Léo (Fábio Santos), Réver e Rafael Marques; Ruy, Diogo (Jonas), Adílson, Tcheco, Souza e Jadilson (Heverton); Alex Mineiro.
Técnico: Celso Roth.


Cartões amarelos: Álvaro, Taison, Guiñazu e Magrão (Internacional); Tcheco, Alex Mineiro, Réver, Fábio Santos, Jonas e Heverton (Grêmio).
Cartão vermelho: Adilson (Grêmio).


Por: Henrique Ramos

blogger templates | Make Money Online